27jun

A fotografia e os animais.

Sentimentos evidenciados por lentes.

Os indígenas não se deixavam fotografar porque tinham medo que suas almas fossem roubadas. Alguns filósofos dizem que a fotografia aprisiona o momento e, por meio dela, é possível congelar uma fração do tempo para sempre. Não tem como dizer se estes pensamentos estão certos ou errados. Mas uma coisa é verdade: a fotografia é capaz de revelar sentimentos, inclusive, dos bichos.

O fotógrafo dinamarquês Morten Koldby reacendeu esta discussão quando publicou retratos de animais selvagens em close-up. As imagens foram feitas em zoológicos e parques naturais na Europa e nos Estados Unidos. Não foi um trabalho rápido. Para captar as imagens, Koldby contou com a ajuda dos tratadores de animais dos locais e esperou até que os bichos estivessem relaxados para conseguir um bom contato visual. Um processo bem complexo, mas com um resultado incrível: expressões faciais que revelam tristeza, raiva e até mesmo curiosidade.

Fotos de Morten Koldby.

Expressar sentimentos e sensações com uma câmera fotográfica exige um olhar atento e o estudo de composição da cor e de iluminação. Uma luz mais suave, mais difusa, dá a sensação de tranquilidade e ternura, por exemplo. No caso dos bichinhos, saber explorar os detalhes de cada ângulo enriquece ainda mais o trabalho e permite que as pessoas projetem neles personalidades e sensações.

Mas só a técnica não basta. Trabalhar com animais é um desafio porque nem todos os fatores podem ser controlados pelo fotógrafo. Mesmo aqueles que são treinados podem ficar assustados com clique do obturador ou com a luz do flash. E o resultado acaba em uma imagem fora de foco.

O segredo é ter paciência e conhecer a personalidade dos modelos (observando seus movimentos e o lugar do estúdio eles se sentem mais seguros). Petiscos e brinquedos também ajudam a acalmá-los e deixá-los mais familiarizados com o ambiente. Quanto mais o fotógrafo conhecer o animal, mais fácil será saber o que ele está prestes a fazer, como brincar, se arrumar para dormir ou interagir com algum objeto ou pessoa.

Foto: Deniz Abruzzo

Algum tempo atrás, fotografamos aqui na Abruzzo dois filhotes (um gato persa e um cachorrinho lhasa apso) para o lançamento do aspirador de pó Pet Love, da Electrolux. O responsável pelo projeto foi o Deniz. Segundo ele, fotografar essa duplinha foi tranquilo. “Eu preparei o cenário, fui arrumando a iluminação e esperei pelo momento certo. Quando eles ficaram com sono e se aninharam, fiz a foto”, comenta.

Indicar um estado de humor sem usar a fala ou a música não é impossível, no entanto, exige paciência e sensibilidade. Nas palavras do neurologista Oliver Sacks, no filme Janelas da Alma: “não se limitar a olhar o visível, mas também o invisível. Isto, de certa forma, é o que chamamos de imaginação”.

Publicado em: Institucional, Tendências
Share and Enjoy:
  • Print
  • Digg
  • Sphinn
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Mixx
  • Google Bookmarks
  • Blogplay
21jun

Abruzzo assina editorial de moda para Revista Bergerson

As temporadas internacionais de moda recém terminaram, e já é possível conferir alguns dos hits do inverno 2013.

É nesse balanço, antecipando tendências, que a Abruzzo vem se preparando para atuar no cenário da fotografia de moda no sul do Brasil.

Atualmente o estúdio, que é um dos maiores do segmento de fotografia publicitária no país, está, inclusive, pronto para abrir as portas de sua infraestrutura para grandes e médias produções, em parceria com profissionais de renome no mercado. E foi exatamente dessa forma que a produção das fotos que você vê abaixo foi possível. O editorial de moda “Dono do tempo”, que estampa o modelo Leandro Vicenci usando lindos relógios, teve produção executiva de Malu Meyer e das assistentes Luiza Garmêndia e Amanda Luz e a assinatura do fotógrafo Dabul, além do envolvimento dos profissionais e de toda a infraestrutura da Abruzzo, escolhida pelo cliente pela qualidade já reconhecida no mercado.

 

 

Hoje parceiro da Abruzzo, Dabul trabalhou como fotógrafo de moda em Nova Iorque, onde foi editor de fotografia-assistente na revista de moda e comportamento Black Book e na renomada Interview, de Andy Warhol. Nos últimos anos, a Abruzzo vem realizando parcerias com fotógrafos especialistas para a produção de imagens em diversos segmentos do mercado. Confira aqui, em breve, mais algumas produções.

O editorial completo, você confere na edição 09 da revista da Bergerson.

 

 

Ficha técnica:

– Produção executiva :: Malu Meyer

– Styling :: Amanda Luz e Luiza Garmendia

– Modelo :: Leandro Vicenci (DM Agency)

– Beleza :: Felipe Prochmann

– Foto :: Rafael Dabul / Estúdio Abruzzo

Share and Enjoy:
  • Print
  • Digg
  • Sphinn
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Mixx
  • Google Bookmarks
  • Blogplay
12jun

Abruzzo produz para Furnas, do Governo Federal.

A Arcos Comunicação, de Recife, que desde 1979 tem como conceito ser uma agência de soluções, convidou o Estúdio Abruzzo para desenvolver as imagens da nova campanha da Eletrobras Furnas, do Governo Federal. Como era aniversário de 50 anos da companhia, e o trabalho ia ser exposto em um grande evento, era interessante destacar, ainda, responsabilidade social nas peças. Para isso, a Abruzzo desenvolveu, em parceria com os criativos da agência, imagens que mostravam a interação das energias alternativas, por meio das turbinas eólicas, com o bem-estar das pessoas. Na realidade, a produção das imagens do jeito Abruzzo foi um capítulo à parte, que permitiu a viabilização da ideia. Com a fusão de fotografias produzidas em estúdio e em locações externas e de ilustrações 3D, além de manipulação, o estúdio desenvolveu as imagens que você vê abaixo.

 

Esta imagem foi produzida com a fusão de uma produção fotográfica em locação externa e ilustração 3D. A partir do briefing da agência, a Abruzzo fez todo o estudo prévio a fim de buscar a melhor alternativa para a obtenção da imagem, e a condição climática no dia dos cliques só contribuiu.

 

Só mesmo um estúdio como a Abruzzo poderia produzir esta imagem. No dia da produção, o tempo estava fechado e foi impossível fazer os cliques na locação onde a fotografia seria feita, em Floripa, Santa Catarina. A solução, para viabilizar a imagem, foi produzir separadamente uma foto da locação, a praia, depois clicar o modelo em estúdio e trabalhar os efeitos, como água e vento, e o equipamento de kite surf com o 3D.

 

Neste terceiro caso, produzir a imagem por meio da fotografia convencional teria um custo elevado e levaria bem mais tempo. Afinal, fazer cliques em um passeio de balão de verdade deixaria a equipe de produção e o cliente totalmente reféns das condições de tempo, investimento e espaço.

Os recursos de produção da Abruzzo – profissionais especializados, infraestrutura e domínio absoluto da ferramenta 3D – não apenas possibilitaram a execução da ideia com alta qualidade como também conseguiram atender às expectativas do cliente e da agência com relação à solução esperada e ao prazo, sem surpresas ou contratempos.

Confira mais fotos da campanha em nossa fanpage.

 

Publicado em: Institucional, Portfólio
Share and Enjoy:
  • Print
  • Digg
  • Sphinn
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Mixx
  • Google Bookmarks
  • Blogplay